border collie
Filhotes à venda Dúvidas Sobre nós Plantel Border Collie Blog Contato

O BORDER COLLIE

 
O Border Collie é uma das raças mais encantadoras e adoradas por todos os amantes de cães. Ele é considerado um dos cães mais inteligentes do mundo, além de responsável, obediente e cativante. O Border Collie é um cão muito conhecido, mas ganhou notoriedade mundial quando, em 1995, o doutor em Psicologia Stanley Coren, escreveu o livro The Intelligence of Dogs (A Inteligência dos Cães) e avaliou 133 raças caninas através das quais 199 juízes responderam questionários sobre estas raças. Destes 199 adestradores e juízes, 190 escolheram o Border Collie como o mais inteligente.
 
Um dos casos mais incríveis que podemos citar foi do cão Rico, um Border Collie que viveu entre os anos de 1994 e 2008. Seus donos afirmaram que o cão entendia 200 palavras e o animal chegou a ser estudado por psicólogos em Leipzig, na Alemanha, sendo comprovada essa sua inteligência, inclusive com o estudo sendo publicado na revista Science. Nos testes, Rico pegou 37 dos 40 itens escolhidos ao acaso. Ele participou até de programas de televisão na Alemanha.
 
 

Para quem é o Border Collie

 
Se você esta em busca de um cão sociável, que conviva com a família, com crianças pequenas e que seja brincalhão, sua escolha será o Border Collie. Ele nunca é agressivo, o que traz tranquilidade para quem deseja adquirir um cão. Apesar dele ser um cão de tamanho médio, possui um porte muito ágil, é rápido e perfeito para atividades esportivas como agility, frisbee, flyball, entre outros. E é claro, sua marca registrada, a inteligência.
 
Como você pode perceber é um cão de muita energia, então é necessário que você brinque muito com ele e que faça atividades esportivas com seu cão. Caso não seja possível, é necessário pelo menos a caminhada diária e brinquedos que o cão possa trazer de volta ao seu dono. 
 
Outra característica importante é que o Border Collie é um cão de pastoreio e isso se define através do seu “power eye” (força do olhar). A raça possui um olhar penetrante fora do comum e é com isso que ele consegue dominar rebanhos, mesmo que tenha tamanho muitas vezes menor do que as próprias ovelhas que está domando. Seus donos precisam estimular isso, com desafios diários, através de brincadeiras.
 
Sobre a pelagem da raça, não há um padrão bem definido, havendo raças da cor preta, marrom e branca, vermelha, amarela e até cinza. São várias cores, mas o branco nunca será a cor predominante.
 
A origem da raça Border Collie
 
 

A origem da raça Border Collie

 
Poucas raças de cães no mundo possuem tantos atributos quanto o Border Collie, um misto de especialista em pastoreio e esportista privilegiado, dotado de inteligência acima da média.
 
Não por outra razão, o Border Collie ganhou como admiradora a rainha Vitória (1819-1901), que governou o Reino Unido durante quase 64 anos.
 
Um multitalentos por excelência
 
Entre seus principais atributos, está a capacidade de trabalho. O Border Collie foi criado para o pastoreio e chamou atenção dos criadores, que passaram a cruzar cães com melhor desempenho no trabalho, inclusive deixando em segundo plano a preocupação com os aspectos físicos.
 
Não quer dizer que a raça Border Collie seja desprovida de graça; pelo contrário, é presença regular em exposições de beleza, com registro de aumento da presença da raça a cada ano, assim como de registro no Kannels.
 
Ser belo e bom de trabalho estão longe de ser os únicos atributos da raça Border Collie. São, também, ótimos esportistas, obtendo ótimas colocações nas provas de agility, que é uma modalidade na qual os condutores instruem os cães, através de gestos e comandos verbais, para ultrapassar uma série de obstáculos. São considerados os melhores nas modalidades esportivas de frisbee (disco), show dog e freestyle.
 
A condição de referência nos quesitos trabalho e prática esportiva não são por acaso. Além de fisicamente dispostos, os Border Collie são muito fáceis de treinar. A explicação está no fato de esta ser considerada a raça mais inteligente do mundo.
 
Com tantas habilidades e atributos, essa raça nada tem de presunçosa. Ao contrário, trata-se de um cão extremamente dócil, que convive em harmonia com adultos e crianças, característica que leva muitas pessoas a desejar ter sua companhia em casa. Essa é, no entanto, uma escolha que vai requerer, em troca da bela e agradável companhia, alguns sacrifícios. Os Border Collie não são do tipo que pode ficar trancado em casa, vivendo uma vida sedentária, até em função de seu fenótipo. Nesse caso, tende a desenvolver maus hábitos. É necessário que se exercite, que pratique pelo menos um esporte. Logo, é bom cuidar do preparo físico para garantir muita atividade a esse cão formidável.
 
A raça Border Collie é insuperável no pastoreio
 
História e origem da raça Border Collie
 
As primeiras referências à raça remontam ao século XVI, no ano de 1570. Só viria a ser reconhecido pelo nome atual no início do século XIX, no ano de 1915. Antes, atendia por nomes distintos, como Collie Inglês, Collie de Trabalho e Collie de Fazenda.
 
Foi o primeiro cão cujo padrão da raça se definiu mais pela descrição das habilidades de trabalho que pela descrição dos atributos físicos. Isso aconteceu em 1906, quando era conhecido como Sheepdog. O nome Border Collie veio apenas em 1915.
 
Quanto à origem do nome, há três interpretações possíveis para a origem do termo "collie", que podem estar na palavra de origem gaulesa "coelius", que significa leal, na palavra celta "coalley", que significa preto, ou do escocês "coelley", que dá nome a uma raça de ovelhas escocesas. Essa última explicação parece a mais razoável, por se tratar de um cão pastor e a palavra "border" significar limite, extremidade, demarcação ou, simplesmente, borda.  A função do cão pastor é fazer com que o rebanho não se desvie do caminho ou se desgarre, em outras palavras, que transponha os limites e o cão é o responsável por estabelecer esses limites.
 
 

NOMENCLATURA - Padrão oficial da raça Border Collie

 
Padrão FCI nº 297.  
Origem: Grã-Bretanha;  
Nome de origem: Border Collie;  
Utilização: pastoreio.  
Classificação FCI - Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto os Suíços);  
Seção 1. - Cães Pastores   
 
ASPECTO GERAL 
 
Bem proporcionado, de silhueta suave revelando qualidade, graça e perfeito equilíbrio, combinado com substância suficiente para conferir uma impressão de resistência. Qualquer tendência à rusticidade ou debilidade é indesejável. 
 
CARACTERÍSTICAS 
 
Tenacidade, pastor de trabalho pesado, ótimo no trato. 
 
TEMPERAMENTO  
 
Esperto, alerta, responsável e inteligente. Jamais nervoso ou agressivo. 
 
TAMANHO 
 
Altura na cernelha: machos 53 cm; fêmeas, ligeiramente menores.  
- comprimento: (padrão não comenta). 
- peso: machos: 00 a 00 quilos; fêmeas: 00 a 00 quilos. 
 
PELAGEM 
 
Duas variedades: moderadamente longa e lisa. 
Em ambas, a pelagem é densa e de textura média, subpêlo macio e denso fornecendo boa proteção contra intempéries. Na variedade de pelagem moderadamente longa, a abundância de pêlos forma uma juba, culotes e pincel. Na face, orelhas, anteriores (exceto para franjas), posteriores do jarrete ao solo, o pêlo é curto e liso. 
 
COR 
 
A variedade de cores é permitida. O branco jamais deverá ser predominante. 
 
CABEÇA 
 
1:1 - Sem bochechas cheias ou arredondadas.  
Crânio - crânio razoavelmente largo, occipital não pronunciado.  
Stop - bem marcado.  
Focinho - afinando para a trufa, moderadamente curto e robusto.  
Trufa - preta, exceto para os exemplares de cor marrom ou chocolate, nos quais pode ser marrom. Nos azuis a trufa é cor-de-ardósia. Narinas bem desenvolvidas.  
Lábios - (padrão não comenta)  
Mordedura - maxilares e dentes fortes com uma mordedura em tesoura perfeita, regular e completa, isto é, os dentes superiores recobrem os inferiores e são inseridos ortogonalmente aos maxilares.  
Olhos - inseridos bem separados, de formato oval e tamanho médio; de cor marrom exceto nos "merle" para os quais um, ambos os olhos ou apenas parte de um poderá ser azul. Expressão suave, esperta, alerta e inteligente.  
Orelhas - de textura e tamanho médios, inseridas bem separadas. Portadas eretas ou semi-eretas. 
 
PESCOÇO 
 
De bom comprimento, robusto e musculado, levemente arqueados engrossando para os ombros. 
 
TRONCO 
 
De aspecto atlético. O comprimento do tronco é ligeiramente maior que a altura na cernelha.  
Dorso - (padrão não comenta).  
Peito - profundo e mais para largo.  
Costelas - bem arqueadas.  
Ventre - (padrão não comenta).  
Lombo - profundo e musculado sem ser esgalgado.  
Garupa - ligeiramente inclinada para a raiz da cauda. 
 
MEMBROS
 
Anteriores - visto de frente, paralelos. Ossatura forte sem ser pesada. Ombros bem angulados.  
Ombros - angulados a 90°.  
Braços - (padrão não comenta).  
Cotovelos - trabalhando ajustados rente ao tórax.  
Antebraços - (padrão não comenta).  
Metacarpos - ligeiramente inclinados.  
Patas - (padrão não comenta). 
 
Posteriores - largos, musculados  
Coxas - longas, profundas e musculadas.  
Joelhos - bem angulados.  
Pernas - (padrão não comenta).  
Metatarsos - (padrão não comenta).  
Jarretes - curtos e robustos. Visto por trás, os jarretes têm boa ossatura e são paralelos.  
Patas - de formato oval, almofadas plantares e digitais espessas, robustas e saudáveis, dígitos bem arqueados e compactos. Unhas curtas e fortes. 
 
CAUDA
 
Moderadamente longa, com a última vértebra alcançando, no mínimo, o nível dos jarretes, de inserção baixa, bem guarnecida de pêlos e com uma espiral para cima na direção da ponta, conferindo um gracioso contorno e equilíbrio ao cão. A cauda poderá erguer-se em estado de excitação, jamais portada sobre o dorso. 
 
MOVIMENTAÇÃO
 
Fluente, suave e incansável, com um mínimo de elevação das patas, conferindo a impressão de habilidade para movimentação com grande propulsão e velocidade. 
 
FALTAS
 
Qualquer desvio dos termos do padrão deve ser considerado como falta e penalizado conforme a gravidade.
 
 
DESQUALIFICAÇÕES 
 
As gerais. 
 
NOTA 
 
Os machos devem apresentar dois testículos de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.
 
Deseja comprar um filhote de Border Collie? Temos à venda e o Canil fica em SP, Capital. Clique AQUI ou na foto abaixo e veja os filhotes disponíveis atualmente.
 
Filhotes de Border Collie à venda SP Capital
 
ninhada border collie
+55 (11) 99201 - 1821   |   [email protected]

Tags: border collie, filhotes de border collie, filhotes de border collie à venda, filhotes de border collie à venda em sp, border collie, collie border, border collie comprar, canil border collie sp capital, border collie temperamento, border collie marrom, border collie personalidade, border collie preto, border collie apartamento, border collie cores, onde comprar border collie, border collie para vender

Filhotes de Border Collie À Venda em SP - Canil Best Border Collie   Filhotes de Border Collie À Venda em São Paulo – SP, Capital   

Análise da página "border_collie"   

Avaliação: 8 de 10 | Comentários: 13 | Número de avaliações: 25
ARQUIVO CRÉDITOS NÃO ESTÁ ABRINDO, ESTÁ COM ERRO OU NÃO POSSUI A ASSINATURA.